Squads e comunicação

Dentro de inúmeros desafios enfrentados por uma equipe de desenvolvimento ágil, inserida em uma empresa que vem ganhando destaque e relevância no mercado, manter a comunicação eficaz entre todo o time, agora dividido em squads e em lugares geograficamente separados, é o aspecto mais sensível, preocupante e que demanda maior atenção da gestão.

Como agile coach, antiga scrum master do time, venho acompanhando os papéis, coordenando processos, inspecionando e adaptando mudanças necessárias para garantir que o método ágil seja utilizado. Uma contribuição que o curso Lean Agile Coach Professional, da Uniagil, fornece é demonstrar pro agile coach onde e como ele pode atuar.

Assim que as squads foram formadas, foi realizado um alinhamento sobre o que era esperado de cada squad, quais valores seriam entregues e para quem, além de um nivelamento sobre os conceitos de agilidade, squads, métricas (como e porquê usá-las), quais cerimônias ainda seriam consideradas importantes de serem realizadas, para manter todas as squads alinhadas. Isso contando com a colaboração e participação não só da gestão, mas de toda a equipe técnica também.

Cada squad, junto à agile coach, ficaram responsáveis por escolher a melhor ferramenta e metodologia. É claro que houve divergências na preferência do que utilizar dentro das squads, mas quando o time todo é inserido nessa tarefa de escolha a colaboração e comunicação melhoram muito. É motivante trabalhar com uma ferramenta e metodologia que você mesmo ajudou a pensar e definir para seu time do que seguir algo imposto para se trabalhar.

Nesse cenário, duas squads optaram por utilizar uma mesma ferramenta e metodologia, cada uma com seu próprio Kanban online. Outra squad, escolheu trabalhar com Kanban e Scrum, em uma ferramenta alternativa e a squad de produto, também trabalhando com Kanban, estava trabalhando numa ferramenta diferente de todas as demais.

Como os times se auto organizaram

O desafio agora era manter as squads alinhadas e se comunicando bem, não só através de cerimônias, mas no dia-a-dia, facilitando o acompanhamento das atividades de cada uma. Os próprios desenvolvedores e o time de produto, junto a agile coach, chegaram à conclusão, deviam trabalhar utilizando a mesma ferramenta, cada um em seu próprio Kanban. E agora três squads usando fluxo unificado, agilizando o alinhamento entre ela, ficando mais claro a forma que cada uma trabalha e entrega valor.

Como agile coach, percebi que apesar de ser importante reter o conhecimento de negócio, técnico e de transformação, não é meu papel impor a mudança necessária para o time e sim analisar e enxergar as melhorias a serem feitas, conduzindo o time a elas, é um trabalho de colaboração e não de imposição. Com ajuda do material apresentado no curso LACP, da Uniagil, consegui colocar isso melhor na prática.

Desde o levantamento dos problemas relacionados à comunicação e alinhamento entre as squads, até a conclusão da solução a ser adotada, através de cerimônias como retrospectiva, daily, chapter e algumas outras, foram colhidos em forma de feedback. Assunto também abordado no curso.

O andamento de todas as squads, o processo como um todo, é acompanhado de perto pela agile coach e toda adaptação e melhoria necessárias são realizadas conforme acordo dentro de cada squad. Apesar de todas utilizarem kanban e mesma ferramenta, cada squad segue etapas e políticas diferentes. As cerimônias que envolvem todas as squads são sempre definidas, em sua periodicidade e importância, ponto indispensável e respeitada por todos.

Inserir a equipe de desenvolvimento nas decisões de melhoria e adaptações necessárias, além de atender o que a equipe acha mais importante ser melhorado/adaptado, torna o trabalho e colaboração dentro das squads mais ágil, pois, o desenvolvedor sente e tem a responsabilidade de seguir o processo que ele próprio ajudou a construir.

Written by 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três + vinte =